terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Adeus a 2019


Há dois anos que comemoro a passagem de ano na companhia de uma amiga muito querida. Perdi-a durante cerca de quatro lustros (ena, tanto lustro). Entretanto, a vida acertou, desacertou, nasceram e cresceram filhos. De repente, resolvi, talvez em urgência de origem divina (acredito nestas coisas), procurá-la de novo. Encontrei-a em momento bem difícil, mas, nela mesma, igualinha a antes. Esta garota, com quem sempre sintonizei por sermos talvez almas gémeas, única lembrança que me comoveu e fez chorar numa aula - facto que a própria desconhece mas deixou os alunos estupefactos -, amenizou os meus dias e tornou mais leves e desejadas as idas à capital. Dela guardo ternas recordações, passou a ferro o meu vestido de noiva, acompanhou os meus dias de praia – temos insana loucura por imersão em água de mar –, cantou comigo as mesmas canções - literal e metaforicamente – a caminho da praia do nosso contentamento, jantámos juntas vezes sem conta nas cantinas da universidade e, durante anos, depois do lauto jantar de cantina, atravessámos o rio e passámos comuns fins de semana em companhia, feitos de penúria, cantigas (passou-me algumas letras como de Yesterday e Sounds of silence que ainda conservo), leitura e confidências. Pois este ano já eu desesperava mansamente (sou de desesperos não incomodativos) quando, eis que, no meu telemóvel que sofre de abandono sistémico, está um sms já com atraso. Dela. Que vem. Que o camarão grelhado. E tal. E que pode importar-me o resto?! Tê-la assim, à beirinha de mim, é cumprimento de desejo que já murchara. Viva! Iremos ambas a meu pai levar um mimo, vamos encher a cozinha com o fumo dos camarões, zelar pela frescura do vinho que não bebo, dizer baboseiras inofensivas e vestir-nos a preceito para o jantar (no ano passado envergonhou-me, a marota). A minha amiga é assim, aparece-me com roupas a preceito escondidas na malinha. Mas este ano não me apanha descalça. Isso é que não. E Viva 2020!!!
A todos os que passaram e pararam na minha janela. Aos perseverantes que me fizeram grata companhia. Aos que melhor me conhecem e sabem. A quem mitigou a minha solidão, me deu algum carinho e estendeu a mão
Muito Obrigada. E que 2020 nos encontre por aqui e nos reserve boas surpresas. Dentro. E, sobretudo, fora da net:).
Bem hajam

29 comentários:

  1. Bea, mais um texto delicioso! É a minha avaliação nada tem a ver com os camarões grelhados ...
    Será uma passagem de ano magnífica para não cair na redundância do delicioso.
    Que 2020 seja magnânimo. E que mantenhamos está nossa ponte, sim!
    Eu vou abrir asas e acolher os pintainhos , desta vez todos juntos. Depois lhe conto.
    Um grande beijinho da Nina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é só a noite da consoada que é santa. Esta noite, seja o que for que haja à mesa, está santificado. E Ámen.
      Um beijinho Nina, e até para o ano:)

      Eliminar
  2. Gostei muito do texto que me fez pensar nas minhas amizades. Recuperei há pouco uma amizade antiga que também esteve adormecida. Tenho uma amiga de infância, que aparece de vez em quando e é como se nos tivéssemos visto no dia anterior...nem sei explicar...somos amigas desde sempre.

    Feliz 2020, Bea. Seja Feliz:)
    Beijinhos:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão ser bons momentos, sim. Há sintonias, Isabel. E não as podemos deixar passar. Porque não são assim tantas. E temos de responder por elas:).
      Um beijinho e uma boa noite, com óptimas entradas no ano que, copiando a Maria, é vinte vinte.

      Eliminar
  3. A Bea fez-me ficar de lágrima no canto do olho ao ler isto que escreveu; tudo bem, ando numa fase choramingas (o que vale é que ninguém me conhece...).
    Não me sinto capaz de dizer nada de jeito, a não ser que eu é que lhe agradeço a companhia que me fez ao longo de 2019, foi mesmo muito bom conversar consigo, sentir que havia aí desse lado alguém sincero, coerente, frontal, enfim, um grande ser humano.
    A qualidade da escrita (que é muita) vem em segundo lugar, não é o mais importante para eu apreciar alguém.

    Boas entradas, Bea, vestida a rigor e tudo ;) e que esta volta ao sol que todos vamos iniciar logo à meia-noite seja uma grande volta, a melhor de sempre!
    🌹

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. respondi-lhe ali em baixo, Maria. Não me pergunte porquê que não sei, mas pode ter sido porque a Teresa entretanto tenha comentado:)

      Eliminar
  4. Faço votos que a bea e a sua amiga tenham uma noite de passagem do ano divertida, e que 2020 lhes traga tudo de bom 🍀🍀

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa, Teresa! Dois trevos de quatro folhas. E eu que nem um achei ao longo da vida. Já pareço o Adão do Diário de Adão e Eva, de Mark Twain, quando o mesmo senhor foi procurar um animal igual ao que tinha em casa e a que a mulher chamou Abel e regressou passados meses sem nada. Em compensação, Eva encontrara outro mesmo sem sair de casa.
      E pronto. Acho que tenho de me ir dedicar ao jantar ou lá se vai a noite saborosa de fim de ano. wish me luck.
      Desejo-lhe uma boa noite e que a transição seja indolor e sem ressentimentos, mas com espírito de novidade:)
      Até para o ano, Teresa.

      Eliminar
  5. Pois é claro que me visto cheia de brilhos que até é coisa que não prefiro; mas a minha amiga envergonhou-me no ano passado. Vai ser mesmo a rigor, até aos pézinhos (tenho uns soquetes que brilham, mas não ficam bem com a cerimónia:). Ainda que, nos saldos, tenha achado uns vestidinhos de quase verão ao preço da chuva, coisa tão pacata que nem imaginava que ainda existisse. E ficam tão lindos em mim que até pareço a eu antiga. Estou entusiasmada com as rebajas.
    Depois de um mês a pensar na outra gente foi bom haver um dia em que variei.
    A Maria não me parece choramingas, mas uma pessoa sensível que, provavelmente, tem assim umas amigas feitas à medida, daquelas que a gente não pode perder. Quando esta amiga se afastou eu perdi-me um pouco de mim. Encontrá-la era tarefa e bem comum de duas:).
    Então, lá vamos nós para mais uma volta ao sol. Todos juntos:).
    Um abracinho

    ResponderEliminar
  6. Um belo texto de que gostei e aproveito para desejar um Excelente Ano de 2020 cheio de coisas boas.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  7. Na cidade de Gaudi, busco um restaurante com wifi para lhe dizer, entre tapas, que em 2020 continuamos juntos.
    Não comprei espumante, mas já tenho doze passas na algibeira. Nas Ramblas ou em outro lado qualquer, comerei uma por si, pela companhia, sempre grato.

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pela atenta intenção, Joaquim (não como passas). Barcelona é uma cidade bonita e diferente, merece cuidada apreciação.
    E que goze a estadia por terras de sua majestade o rei Filipe VI. Cá o esperamos na república portuguesa:).
    Bom ano 2020!

    ResponderEliminar
  9. Que bom Bea!!!
    A minha passagem de ano jamais será esquecida pois caí (estou bem dorida) mas na minha queda atirei a minha irmã para o chão e esta... partiu o braço!
    Um excelente 2020 🙏

    ResponderEliminar
  10. Que pena, Gracinha. Bem diz o povo que uma desgraça nunca vem só. Daqui a uns anos pode até rir do que aconteceu, mas agora não tem piada. E doi. Melhorinhas para as duas.

    ResponderEliminar
  11. Que bom ter encontrado a sua amiga, e como nos narra bem isso neste maravilhoso texto.
    Obriga pelo carinho das palavras que me deixou.
    Que o seu ano seja lindo, com dias harmoniosos e cheios de amor, alegria e saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Procurei-a, Graça; e depois tive a sorte de a ter encontrado tal qual, como se o tempo não tenha passado no que nos toca. E isso é que me deixa ainda hoje um pouco abismada e contente.
      Obrigada pelos votos. Vou continuar a passar na sua janela tão cheia de sensibilidade e bom gosto. Vamos fazer com que o ano 2020 seja o melhor possível, não é, Graça? Tentar um olhar que não pese e não magoe, um olhar bom.
      Um abraço

      Eliminar
  12. Tal qual... um desejo meu, tendo uma amiga muito querida há mais de 55???, ou por aí perto, anos. Com quem partilhei tanto. Não encontro respostas, agora, nem palavras, muda tudo menos eu. A tua descrição é preciosa, ainda bem que o podem fazer. Abraço - também para a "Amiga Brilhante".

    ResponderEliminar
  13. Tu brilhas mesmo sem brilhos!
    Obrigada!
    Feliz 2020!

    ResponderEliminar
  14. Alda tu és uma querida, já te disse isto uma data de vezes mas nunca é demais repetir:).
    Obrigada digo eu e sabes bem porquê.
    Vamos tentar fazer de 2020 um ano com alguma graça, certa delicadeza e algum conhecimento; retirá-lo do ramerrame desenxabido. Não sei se conseguimos. Mas é preciso tentar:).
    Um abracinho

    ResponderEliminar
  15. Olá Bea, só agora consegui passar por cá e agradecer a companhia de 2019. Que isto dos blogues também constrói amizades...e gosto de sentir que quando as pessoas são diferentes se respeitam e apreciam e acho que acontece assim connosco...e também tenhos "amores" comuns - um deles os jardins da Gulbenkian, onde quem sabe um dia tomaremos um café:)
    ~CC~
    ~CC~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um café não, CC; talvez um chá:). São lindos aqueles jardins. Na verdade até consigo achá-los maravilhosos.
      Bom ano de 2020. Apesar de tanto mau prenúncio. Já terminou a sua azáfama maior? Relaxou um bocadinho?
      Um abraço

      Eliminar
    2. Bea, terminei a 20 de dezembro, a tempo de juntar 18 no Natal e ainda tratar de tudo:) Depois, aconteceu o que já relatei. Também adoro chá - um dia combinamos.
      ~CC~

      Eliminar
    3. tá feito. A partir de meados de Janeiro vou estar todas segundas em Lx:).
      Um abraço e coragem para os tempos difíceis. Se precise de alguma coisa, tenho algum jeito com velhos; desde que não envolva esforço físico, pode contar.

      Eliminar
  16. -
    Passando para vos agradecer todas as visitas na minha ausência, e pelo vosso carinho... Continuação de um feliz Ano de 2020. Com todas as festas fiquei/ficámos gripados
    -
    Ano novo, novo ciclo de vida.
    Beijo. Boa noite.

    ResponderEliminar
  17. E que a recuperação seja rápida, Cidália. As gripes são contagiosas e quando entram na família...
    Mas o ano vai ter 366 dias. Desejo que as alegrias e períodos felizes sejam o maior número. Que a tristeza e a melancolia sejam leves e todas as dores durem pouco e curem rápido.

    ResponderEliminar