quinta-feira, 1 de março de 2018

Chuva de Março


Os anseios de verão desabrocham com a chuva de inverno. Nela se contemplam barragens enchendo lentas, gota a gota; a terra, arreganhada e moribunda, a sorvê-la em grandes goles sequiosos, enquanto parte da água escorre subterrânea a abrir caminhos empapados. Caminha a desejo de raízes e funduras de alma, até ao destino de lençóis horizontais, guardiões e serventia da vida.  E depois há o regresso da fertilidade, a terra húmida e prenhe a verdejar, desenho pontilista e colorido que devém  mimo na boca do gado que reanima desde o esqueleto a sobressaltar na pele. E  o gado bovino que passeia a enterrar patas, ruminando cores e gostos, seguro do alimento que a abrangência visual certifica, a pança ou bandulho agradecendo, já era tempo. Apagou-se no olhar a acusação mansa da fome. Os animais regressam à sua natureza, realojam os olhos parados, sem expressão. Miram os homens como antes, apenas seres iguais a tantos, casuais e de importância nenhuma, lagartas das couves, ou, por exemplo, amibas e paramécias.
Mas, depois da chuva, a luz branda na sua pureza. O ar de transparência fotográfica e que abre em sinais de claridade a amarelar, tingindo a tardinha, antes só nuvens e cinza. Na grande árvore copada, um modulado de pássaros ressoa, tange o  vidro fino do ar e embala na ramaria o crescendo sonolento das gotas que caem. E a noite, pressurosa, toca de leve o mistério.

4 comentários:

  1. Tão bem escrito que em minha mente vi cada uma das descrições e que depois da tempestade virá a bonança!!!
    bj

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, Gracinha. Não é tempestade, é vida em estado líquido, alimento disseminado. Um presente dos deuses.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde, mas que belo texto, toda a vida na terra depende da agua, pena é que alguns poderosos tentem em prol dos seus lucros fazer crer que não.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderEliminar
  4. Bea, excelente texto. Para ler nas entrelinhas.
    Que a chuva continue a cair no solo seco deste país.
    Beijo e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar